Menu

Tudo sobre Tulum

Flavia Pires
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

 

 

Tá aí um destino que há tempos estava louca pra conhecer e finalmente chegou a hora! Eu tinha CERTEZA de que iria adorar Tulum, mas na verdade eu AMEI de verdade. Eu adorei o astral, a energia, as águas claras paradisíacas, a vibe dos restaurantes, bares, beach clubs e das comprinhas, claro. Tudo o que eu mais gosto para dias inesquecíveis de férias, reunidos em um só lugar. Ainda bem que meu sexto sentido me disse que 10 dias seriam perfeitos, se estivesse ficado menos tempo, teria ido embora literalmente chorando. Vale mesmo passar no mínimo esse tempo por lá pra curtir de verdade o que o balneário tem a oferecer. Vamos ver as dicas?

MELHOR ÉPOCA PARA VISITAR TULUM Teoricamente você deve evitar os meses de setembro e outubro, quando ocorrem chuvas para visitar Tulum e toda a região da Riviera Maia. Eu estive na segunda quinzena de novembro por 10 dias e peguei dois dias de chuvas espaças. Hoje em dia é tão difícil precisar as temporadas, o clima anda tão maluco, né, que sempre tenho medo de dar esta dica de melhor época por aqui…. Mas dezembro, janeiro e fevereiro é considerada a alta temporada de Tulum e já ouvi dizer que também rola umas chuvinhas espaças… Apesar de ser inverno, são os meses mais concorridos do ano e o réveillon por lá é disputadíssimo, portanto, considerada a melhor época!

COMO CHEGAR O melhor jeito de chegar em Cancún é via Miami, o mais perto e com apenas dois voos. Outra opção é Rio/SP Cidade do México- Cancún ( 3 voos) e pegar um carro até Tulum (são 2 horas de viagem). Eu acabei fazendo um voo novo da Gol que estava em promo: RIO- BRASÍLIA- CANCÚN ( este voo não tem classe executiva, eu comprei PREMIUM que tem assentos e serviços diferenciados) e  cheguei fim do dia em Cancún ( um voo diurno super tranquilo de 7 horas). Dormi uma noite no Ritz Carlton em Cancún e no dia seguinte peguei um motorista do hotel que me levou até Tulum de carro. A viagem custou U$180 em uma Suburban bem confortável. Tulum fica a  130 km ao sul de Cancún, cerca de 2 horas de carro em uma estrada ótima. Não vale a pena alugar carro para usar em Tulum, você faz tudo de bicicleta ou táxi.

COMO SE LOCOMOVER  Em Tulum, tudo acontece na Carretra Tulum-Boca Paila, uma grande avenida paralela à praia onde ficam todos os hotéis, restaurantes e lojas. Lá você faz tudo de bicicleta ( muitos hotéis disponibilizam aos hóspedes sem custo ou você pode alugar por U$10/dia) e também de táxi. Tem táxi em todos os lugares e é super fácil de se locomover. A dica é negociar com eles o preço antes de iniciar a corrida, eles são meio malandrinhos. Em geral custa 100 pesos de dia para ir até o meio da carreteira. Fiz amizade com um motorista bem simpático e mandava whats app pra ele me levar e buscar: Jose Poot +52 1 984 125 9834 inclusive ele me levou a um cenote que fica a uma hora de Tulum.

PREÇOS Os hotéis são carinhos em geral e o preço dos restaurantes são ok em sua maioria ( equivalente aos restaurantes de Miami, por exemplo).  Você vai precisar de  dinheiro vivo para os táxis e muitos lugares que só aceitam cash. Troque no aeroporto de Cancún na chegada ou na estrada até Tulum tem várias casas de câmbio. O motorista que nos levou deu a dica do câmbio ser melhor na estrada. E ele estava certo, o câmbio em Tulum era bem pior. Tem caixas de ATM também em alguns pontos de Tulum, mas não são muitos. Melhor não contar com isso.

ONDE SE HOSPEDAR Tulum tem um astral único, os hotéis são todos eco-friendly, sustentáveis e prezam por uma alimentação orgânica. Dividi minha estadia em Tulum em dois hotéis com propostas bem diferentes: fiquei 7 noites no Nômade Tulum, do mesmo grupo do Be Tulum ( na matéria você pode ver bem a diferença entre os dois) e 4 noites no Casa Malca, antiga propriedade de Pablo Escobar, um hotel que é uma galeria de arte a céu aberto e também o mais luxuoso do balneário (clique neles para ver as minhas impressões).

O QUE LEVAR NA MALA O astral em Tulum é muito easy going, esqueça saltos (tudo lá é de terra e areia), leve rasteirinha, havaianas e tênis se você animar de correr ou para subir nas ruínas maias. O dress code é transado sem afetações, um estilo bem boho. Muitos biquinis, saídas de praia descoladas, e capriche bastante nos acessórios (bijouxs, chapéus, faixas e lenços de cabelo). Leve uma jaqueta jeans ou um casaco leve porque às vezes a temperatura dá uma caída à noite.

RESTAURANTES Gostei demais da gastronomia de Tulum. Em geral, eles prezam muito por comidas saudáveis, muitas saladas, bowls, pratos clássicos da culinária mexicana e internacional, sem exageros. Tudo muito natureba e caprichado no visual. Em geral, os menus dos restaurantes são bem enxutos, o que particularmente eu acho bom, tenho a sensação de que a qualidade de execução dos pratos melhoram muito. Acabei comprovando isso ao fim da viagem! Os mexicanos são muito caprichosos e talentosos pra isso. Brinco sempre que eles são os tailandeses das Américas rs! Comi maravilhosamente bem e saudável todos os dias, ponto alto da viagem.

Um detalhe importante é que os restaurantes em Tulum fecham super cedo, a maioria entre 22 e 23 horas no máximo. Tem que se organizar para ir cedo. Isso eu achei um ponto negativo, aliás, acredito que o único defeito de Tulum. Apesar de dormir mais cedo, consequentemente você acorda mais cedo e curte mais o dia ( tudo tem um lado bom). Todos os restaurantes ficam na Carretera Tulum Boca-Paila, onde tudo acontece. Não use bicicletas à noite, prefira os táxis. O ideal é reservar os restaurantes, eles são pequenos e lotam rapidamente.

Aí vai minha listinha dos que mais gostei:

ARCA  Cozinha de autor e o lugar um charme. Fui sem reserva e tive que esperar bastante, mas o lugar é lindo e tinha bons drinks, então a espera não foi sofrida. O cardápio é bem enxuto, comi um polvo divino.

HARTWOOD O mais cheio de todos e considerado umas das melhores mesas de Tulum. A espera pode ser longa, já que o restaurante não aceita reservas e nem cartão de crédito, pagamento só em cash. O restaurante abre das 18 às 21 horas de quarta a domingo. O que eu fiz foi sair um dia da praia mais cedo e nem almoçei. Tomei um banho, fui pra região do restaurante onde tem muitas lojas legais e 17:45 fui pra porta e sentei rápido. Valeu super  o programa! O forno a lenha garante uma comida super saborosa e muito leve. De entrada pedi o ceviche de robalo água de coco y chile serrano fresco. A lagosta grelhada foi a escolha de prato principal e estava de comer rezando.Gostei demais do Hartwood!

OCUMARE  Fica no lindo hotel Be Tulum  e só abre para o jantar. O chef Mauricio Giovanni tem uma estrela Michelin inspirado na culinária indiana, marroquina, argentina e espanhola. Um mix de cores, explosões de sabores e texturas! Nós adoramos a degustação em oito tempos, onde pequenos pratos ultra bem executados foram servidos. Isso sem contar na apresentação impecável e nos detalhes das louças. Foi ótima a experiência gastronômica e a viagem por estes sabores inusitados.

MARESIAS É o outro restaurante do hotel Be Tulum, mais descontraído e na beira da praia. Nós almoçamos lá duas vezes, adoramos a comida e os drinks. O polvo estava excelente, assim como o hamburguer e o choripán.

GITANO Gostei demais do astral do Gitano. Tínhamos almoçado tarde na praia e fomos apenas para drinks e tacos. A parte de trás do restaurante é linda, tem um bar maravilhoso e música ao vivo de primeira. Curtimos bastante!

KITCHEN TABLE Nós adoramos esse restaurante, tanto pelo lugar, como pela comida. Pedimos uns lagostins que estavam perfeitos acompanhados de calabaza (abóbora) defumada com cebola caramelizada que nem sei explicar como era tão deliciosa. E o lugar é lindo demais!

POSADA MARGHERITA Italiano com massas frescas bem caseiras, todas feitas ali, pizzas deliciosas e focaccia quentinha de entrada! Vale conferir naquele dia que bater vontade de um bom carboidrato!

CASA BANANA Cortes de carnes argentinos bem feitos, destaque para o Ojo de Bife  (Rib Eye) e o Chorizo. Não deixe de provar as empanadas quentinhas de entrada.  Tem opções veganas também, como risotos, pizzas e guacamole.

WILD Fica em frente do Nomade e do Be Tulum, acabei não indo jantar, mas fui dois dias tomar drinks e adorei o lugar. A playlist muito boa e super astral. A comida tinha uma cara de ser bem gostosa.

ROSA NEGRA Foi o maior cardápio que vimos nos restaurantes, tem bastante opções para todos os gostos. Acabamos pedindo um hamburguer, aquele dia que o corpo pede pra comer um junk rsrs e estava bem gostoso.

LA POPULAR Parrilla que fica no Nomade Tulum, hotel que ficamos hospedados. Por ser na beira da praia, o astral é maravilhoso, sempre tem uma fogueira à noite, muitos dias com bandas, DJ’s e a comida é deliciosa. Ceviches excelentes, polvo, peixes do dias, legumes grelhados deliciosos, enfim, uma comida super leve e muito saborosa. Comemos lá várias vezes de dia e de noite também.

AZULIK O hotel é super famoso, sua arquitetura é surreal de linda, todo de madeira, bamboo, super ecológico. O hotel foi construído em vários níveis e você se comunica através de pontes em meio a uma floresta, realmente é muito diferente e único. Mas como hotel, pelo que andei investigando, deixa muito a desejar: os quartos não tem luz elétrica, ar condicionado e nem chuveiro…lá faz calor… é muita fama pra pouco conforto, na minha opinião. Fomos conhecer o hotel e aproveitamos o sunset para tomar um drink no THE NEST, que é o bar do hotel em forma de ninho, super pitoresco. Decidimos de última hora, não reservamos com antecedência e acabamos não conseguindo, estava lotado. Ficamos então em um outro bar interno do hotel, com uma vista bonita e fizemos ali nosso happy hour, que acabou sendo bem sem graça. Já que não conseguimos o sunset como gostaríamos, terminamos ficando para jantar no TSEEN JA, o restaurante japonês do hotel. O espaço é enorme, achei o serviço meio fracote e a comida estava boa, pedimos sashimis variados e rolls. Não achei que vale a pena  jantar lá, até porque o hotel é muito mais lindo de dia.  A opção do happy hour no The Nest me parece muito mais atrativa!

MUR MUR Todo mundo me falava do café da manhã no Mur Mur, mas como o café do meu hotel era tão gostoso, que nem me animei de sair pra comer fora de manhã. Mas fica aí a dica e eu passava toda hora por ali, é um cantinho com várias opções de restaurantes super charmosos que abrem o dia todo até o jantar.

MINA Ouvi falar super bem também, mas acabei não indo conhecer.

BAK Super novo, estava em obras ainda, mas todos me falaram que vai ser bem legal!

 

BEACH CLUBS  São muitos beach clubs na praia em Tulum, cada um com seu estilo. A maioria deles, você paga em torno de U$50 pela espreguiçadeira e este valor fica revertido em consumação. Eu fiquei a maioria dos dias no Nômade e no Casa Malca, que foram meus hotéis  nos 10 dias que passei em Tulum, mas claro que fui conhecer e explorar esses outros aqui também pra dividir com vocês:

LOYAL ORDER Fica na praia mais afastada do centro de Tulum, os donos são turcos e ele tem uma vibe bem especial mesmo, que vale conhecer pelo astral, a decoração cheia de detalhes e as comidinhas são bem deliciosas.

PAPAYA PROJECT Curti demais esse beach club, achei o serviço muito bom, ótimos drinks e o cardápio delicioso, destaque para os ceviches ultra frescos.

ALMA Ambiente bem gostoso, confortável e bons drinks.

TABOO Tem uma pegada mais moderno, é bem espaçoso e estruturado, deu pra ver que cabe muita gente na alta temporada. Fui apenas conhecer, acabei não ficando.

ALAUH Esse é um dos mais antigos de Tulum, tem uma vibe bem local, eu gostei bastante.

VILLA ALQUIMIA Bem charmoso e tranquilo. A playlist é ótima! Tacos bem gostosos e margaritas, a dobradinha perfeita!

COCO TULUM Passei na frente e me pareceu bem simpático, acho que vale conhecer!

ZIGGY BEACH Também não fui, mas achei uma graça!

SUNSET PARTIES: Fiacr de olho nas festinhas no por do sol, que acontecem com regularidade nos hotéis e beach clubs. Fui em várias no Nômade onde estava hospedada e amei! À noite também rolam muitas festinhas legais com fogueiras, Dj’s, música ao vivo!

 

O QUE COMPRAR EM TULUM: Voltei apaixonada pelo estilo de Tulum. Uma pegada boho na medida. Eles usam muito um tipo de algodão meio amassado, que dá uma cara super original às roupas. Vestidos super transados, muitas franjas, calças transadas, amarrações diferentonas, chapéus de todos os tipos em palha, feltro e até veludo. Todas a lojas se concentram na carretera, a dica é pegar uma bike, ir parando nas lojas sem pressa e todas aceitam cartão de crédito.

CARAVANA ( a mesma loja que tem no Skorpios em Mykonos), na minha opinião, a mais legal de Tulum. Os vestidos são incríveis e transados, não deixe de conferir as peças em couro com franjas, dão um super up em qualquer produção!

KÍLOMETRO 33 É outra loja que você não pode deixar de conhecer! Os famosos chapéus bordados de Tulum são deles, difícil é escolher um só! A loja tem bolsas e acessórios lindos! E uns vestidos alucinantes!

LOLITA LOLITA Fica ao lado da caravana e tem coisas lindas!!! Além da loja ser um charme!

TULUMINATI Peças super diferentes e exclusivas, bolsas lindas e acessórios muito legais.

WANDERLUST essa loja fica em uma pracinha com várias outras lojas muito legais ( Nest, Guadalupe, Kaya, Zac Be, Leva Don e Crasqi)  vale perder um tempo ali garimpando.

SAYCIA Vestidos e acessórios super lindos!

CRASQI Marca de short masculino estilo Vilebrequin.

SPECTAGLE ROOM Uma ótica muito bacana, com muitos modelos super cool de óculos!

AMBULANTES NA PRAIA: Fique de olho nos vendedores da praia! Comprei chapéus lindos por U$20, kaftans de uma iraniana maravilhosos e bijuterias de um mexicano super legais e com ótimos preços! Tenha sempre cash para estas compras na praia, ninguém aceita cartão.

SPA  Tulum tem um astral bem holístico, herança dos maias e astecas. A maioria dos hotéis tem SPA com terapias e massagens. O Temazcal é uma prática muito antiga utilizada pelos maias e astecas e que até hoje faz sucesso no México. É um ritual de banhos no vapor, estilo uma sauna, onde os maias utilizavam para a purificação do corpo e do espírito através dos elementos sagrados: o fogo e a água. Se você curte uma sauna bem quente vai gostar do tratamento. E em Tulum, o SPA mai famoso é o do hotel Be Tulum, o YAAN WELLNESS. Ultra bem montado, com uma equipe sensacional e um cardápio enorme de tratamentos corporais sensacionais. E as instalações são lindas, vale chegar até antes e se organizar para ficar mais tempo depois pra aproveitar o espaço. Eu fiz a AZTEC CHACKRA BALANCING MASSAGE e foi excelente a experiência. Os tratamentos são caros, mas eu achei que valeu bastante o investimento.

CONHECENDO OS CENOTES E RUÍNAS MAIAS Confesso que fiquei com uma certa preguiça de ir conhecer os cenotes e as ruínas. As ruínas eu descartei logo de cara, já tinha visitado na Cidade do México há uns anos atrás e pra mim já estava visto. Os cenotes me pareciam lindos pelas fotos, mas fiquei um pouco com preguiça de imaginar aquele “perrengue chic “com filas quilométricas. Mas acabei cedendo e fui em um mais perto, cerca de 1 hora de carro de Tulum, o Casa Tortuga. Optei por visitar esse por serem 3 cenotes diferentes em um mesmo lugar. Usei o serviço de táxi que recomendei acima, ele me levou, esperou e me trouxe de volta, foi super cômodo e nos custou U$100 para duas pessoas. Compramos o ingresso ali mesmo na hora. É um esquema super organizado, logo na entrada você guarda suas coisas em um locker, eles te dão o snorkel e o colete flutuante. Leve havaianas e Go Pro para fotos, não dá pra levar celular, porque você mergulha o tempo todo. A água dos cenotes é fria, em alguns momentos quando bate o sol, dá uma esquentadinha. Há uns momentos do passeio que você tem que entrar em umas grutas, não recomendo para quem tem claustrofobia. Os grupos são de mais ou menos umas 8, 10 pessoas com um guia. Se quiser uma foto boa, tem que rebolar rsrsrs são vários grupos dentro dos cenotes. O programa dura cerca de 2 horas e é bem bonito. No fim, achei que valeu a pena ter conhecido!

 

Outros cenotes famosos por lá: Dos Ojos, Sac Antum, Casa Cenote.

E aí, te convenci a conhecer Tulum?

Fotos Flavia Pires, todos os direitos reservados.

 

 

Explore também:

Traduza