Menu

Reichstag

Flavia Pires
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Feito para alojar o Parlamento alemão, o Reichstag foi concebido como símbolo da unidade nacional e das aspirações do Império Alemão, declarado em 1871. O projeto neo-renascentista de Paul Wallot captou o espírito de otimismo predominante. A verba das obras, realizadas de1884 a1894, veio da indenização de guerra paga pelos franceses. Em 1916 adicionou-se à fachada a frase “Dem Deutschen Volke“(para o povo alemão).O Reichstag tornou-se um símbolo forte, explorado nos anos seguintes. Em 1918, Philipp Scheidermann proclamou de uma sacada do prédio a formação da República de Weimar.

Na noite de 28 de fevereiro de 1933, o mundo ouviu falar outra vez do Reichstag, quando um incêndio destruiu o salão principal. Os comunistas levaram a culpa, acelerando a política de caça às bruxas conduzida pelos nazistas, que logo chegaram ao poder.

Com o início da Segunda Guerra Mundial, o prédio não foi reconstruído. Mas seu significado ressoou fora da Alemanha, como mostra a icônica foto da bandeira soviética fincada no Reichstag em maio de 1945, que se tornou um símbolo da derrota alemã.

Entre 1957 e 1972, a cúpula e a maioria dos ornamentos foram removidos. Além de ser um local de encontro para a câmara baixa do Bundestag(Parlamento), o Reichstag também constituiu um pano de fundo espetacular de grandes festivais e shows de rock, apesar da contrariedade do governo alemão-oriental.

Em 2 de dezembro de 1990, o Reichstag serviu à primeira reunião do Bundestag eleito após a reunificação alemã. Em 23 de junho de 1995, o artista Christo e sua mulher, Jeanne- Claude, embrulharam o prédio com tecido brilhante, manifestação artística que durou duas semanas.

De 1995 a 1999 foram feitas as últimas obras de reconstrução, com projeto do arquiteto inglês Norman Foster, transformando o Reichstag em uma sala de reuniões moderna sob uma cúpula elíptica. 

A vista deste terraço é lindíssima.

Infelizmente o dia que eu estive, a parte interna da cúpula estava fechada para manutenção. Reservas feitas pela internet aqui para entrar e subir um lance de escada para apreciar a vista. Já que não pude entrar na cúpula, aproveitei para almoçar no Kafer, um restaurante delicioso dentro do edifício, que eu havia conhecido em Munique e realmente a comida é divina, e a vista de tirar o fôlego.

Minha pedida foi de entrada uma sopa de maçã trufada maravilhosa.

E principal, umas meat balls de vitela com batata e espuma de trufas estava dos deuses!

www.bundestag.de

Fotos Flavia Pires e divulgação.

Explore também:

Traduza