O que ver e fazer em Luang Prabang no Laos

Por: Flávia Pires 2 abril, 2018

 

Com uma população de cerca de 22.000 pessoas, Luang Prabang foi a capital de um reino homônimo e é patrimônio mundial segundo a UNESCO. A história do Laos é traçada desde o reino de Lan Xang, que existiu do século 14 ao 18 quando era dividida em três reinos separados. Em 1893  formou-se um protetorado francês na região, constituído pelos reinos de Luang Prabang, Vientiane e Champasak, unindo-se para formar o que hoje é conhecido como Laos. Ele rapidamente ganhou a independência em 1945, após a ocupação japonesa, mas retornou ao domínio francês até que foi concedida sua autonomia em 1949. Laos se tornou independente de fato em 1953, com uma monarquia constitucional governada por Sisavang Hong. Logo após a independência, uma longa guerra civil no país  culminou com o fim da monarquia, quando o movimento comunista Pathet Lao chegou ao poder em 1975.

Lindos palácios e templos muito bem preservados, ruas de paralelepípedos e charmosas construções francesas fazem desta pequena cidade um dos lugares que ficarão pra sempre no meu lado esquerdo do peito. Hotéis acolhedores, mercados de rua, lojinhas lindas, simpáticos restaurantes também fazem parte do roteiro na cidade. A melhor época para visitar Luang Prabang é de novembro a março, na época da seca, de abril à outubro chove bastante. Você pode combinar o Laos com a Tailândia, Vietnã, Myanmar ou Camboja, ele está situado no Sudeste Asiático e fica bem pertinho destes países com uma boa malha aérea!

Vamos primeiro aos passeios e aos principais pontos turísticos da cidade:

ALMS GIVING é um programa mandatório na cidade. Levantar ainda escuro por volta das 5:15am para ver o ritual dos monges peregrinando pela cidades 6:00 am em busca de donativos de alimento das pessoas locais. Essa é uma antiga tradição monástica em que o monge não implora pela doação, mas apenas estende sua vasilha para receber-la em silêncio.

CAVERNA DE PAK OU A viagem de barquinho subindo 25 km pelo rio Mekong, onde há grandes paredões de pedra com muitas cavernas interligadas por pequenos caminhos e tradicionalmente, cheia de estátuas de Buda, na verdade são milhares, nunca vi nada igual… A Caverna de Pak Ou é um santuário local de peregrinação para os devotos há séculos. Os laocianos acreditam que Phi, os espíritos dos rios e das cavernas, vivem ali.

CACHOEIRAS DE KUANG SI, um belíssimo complexo de cachoeiras e quedas d’água que são o cartão postal da cidade. D6e preferência para visitar durante a semana, os finais de semana costuma ser muito cheio.De novembro a janeiro a temperatura da água é congelante! Lá você encontra vestiário para se trocar, leve maiô, vale muito à pena mergulhar!

No caminho, paramos em vilas e conhecemos um pouco da vida local da população.

 

WAT XIENG THONG ou Templo da Cidade Dourada, considerado o conjunto de templos mais impressionante do Laos. O santuário principal é um exemplo da arquitetura clássica de Luang Prabang, com seus telhados em camadas que descem até o chão e ricas capelas com imagens em bronze de Buda, que já fizeram parte de uma mostra em Paris em 1911.

TRADITIONAL ARTS & ETHNOLOGY CENTRE Centro de artesanato e artes do país, onde cerca de 600 artesãos expõem o belíssimo artesanato local, em sua maioria mulheres de uma minoria étnica. O local tem uma lojinha e um café bem gostoso.

MUSEU NACIONAL Ali ficava o antigo Palácio Real, onde possui uma coleção de artefatos da família real: fotos, instrumentos musicais e presentes recebidos de diversos países estrangeiros.

WAT PHA BAHT TAI Construído no século 14 e restaurado em 1959, este templo tem uma vista linda às margens do rio Mekong e o pôr do sol por lá é de uma beleza única!

MERCADO NOTURNO Um dos melhores que já estive na Ásia! Artesanato local de primeira linha, boa qualidade e muita oferta! Vale reservar pelo menos duas noites para passear por ali e depois ir jantar em um dos muitos restaurantes da avenida principal. O mercado acontece todos os dias das 17 às 22 horas na SISAVANGVONG ROAD.

LOJAS bacanas no centrinho:

Caruso Lao (objetos lindos), Passapaa (tecidos e roupas), Naga Creations(bijouterias), Anakha ( roupas e acessórios incríveis).

RESTAURANTES que eu adorei conhecer:

Coconut Garden, Le Café Ban Van Sene ,L’Elephant,Tangor.

Eu me hospedei no charmoso e impecável LUANG SAY RESIDENCES  

Quem organizou a minha viagem foi a Latitudes Viagens de Conhecimento, experts em Ásia.

Fotos Flavia Pires, todos os direitos reservados.