Menu

Juma Ópera, o mais novo hotel-boutique de Manaus

Flavia Pires
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

 

Inaugurado a pouco menos de 1 ano, o Juma Ópera ocupa dois belíssimos casarões tombados na prestigiada Avenida 10 de Julho, na frente do belíssimo Teatro Amazonas, ícone na cidade de Manaus, desde 1896, quando foi inaugurado durante o Ciclo da Borracha.

Eu não visitava Manaus há 20 anos e fiquei muito impressionada positivamente com a cidade. Seu crescimento, organização, segurança, limpeza e a cena gastronômica local brilhando, com excelentes restaurantes e chefes renomados atuando fortemente.

Com apenas 41 quartos, foram anexados aos dois casarões antigos e totalmente restaurados, dois novos prédios e toda a estrutura para receber seus hóspedes com muito conforto e espaço.

Belo projeto arquitetônico ficou por conta de Roberto Vinograd e o interior, pelas mãos de Débora Aguiar, imprimindo muita identidade, priorizando objetos do artesanato local e muitas fotografias lindíssima da Amazônia por todos os cantos.

Os quartos e banheiros super espaçosos, uma decoração super clean, a maioria deles com vista para o Teatro Amazonas e sua cúpula hipnotizante de tão linda, feita em mosaicos com desenho da bandeira do Brasil.

O bar e restaurante Ópera está sob o comando da Chef Sofia Bandelak e sugere um cardápio recheado de sabores locais e típicos da culinária da Amazônia. Destaque para o Pirarucu com purê de banana da terra, de comer rezando. A grande sacada do arquiteto foi fazer uma cúpula de vidro no teto do restaurante, trazendo muita luz natural ao ambiente e trazendo a vista linda da cúpula do Teatro Amazonas pra dentro do hotel.

 

 

O grande highlight é sem dúvida, o rooftop mais fotogênico da cidade, com o majestoso Teatro ao fundo. Como Manaus é bem quente o ano inteiro, a piscina do hotel vive cheia o dia todo e à noite também. Com a iluminação do Teatro Amazonas, difícil dizer se é mais lindo de dia, ou à noite!

Programas que eu recomendo em Manaus:

TEATRO AMAZONAS Fazer a visita guiada ao tetro, ícone da cidade (ingressos pela internet) e caso esteja em um sábado por lá, acontecem concertos de música bem bacanas, tive a chance de assistir e adorei. Os ingressos também pelo site: www.teatroamazonas.com.br

GALERIA AMAZÔNICA Loja de produtos indígenas e ribeirinhos, com peças lindas de artesanato local. Fica na Rua Costa Azevêdo 272, Largo de São Sebastião, a poucos metros do Teatro Amazonas.

CAIXIRI Restaurante de culinária Amazônica, sob o comando da chef Debora Shornik e um cardápio recheado de pratos típicos da região e uma vista estonteante do Teatro Amazonas.

Rua 10 de Julho 495, Tel (92) 98405-4769

BIATUWI, Casa de Quinhapira, primeiro restaurante de comida indígena do Brasil. Está sob supervisão da chef Debora Shornik, a mesma do Caixiri. Toda a comida é servida em cuias belíssimas, com palha de bananeira, semente de tucum e matéria prima 100% orgânica. O restaurante fica dentro do Centro de Medicina Indígena e é uma verdadeira imersão na cultura indígena.

Rua Bernardo Ramos, 97, Tel (92) 98832-8408

Outros dois programas que eu recomendo caso você não vá para Anavilhanas seriam ver o Encontro das águas do Rio Negro e Solimões e nadar com os Botos no Rio Negro. Esses dois passeios podem ser facilmente organizados pelo hotel e ficam próximos de Manaus.

 

Sem dúvidas, o Juma Ópera é o lugar ideal para se hospedar na cidade!

Fotos Flavia Pires, todos os direitos reservados.

Explore também:

Traduza