Menu

Capadócia, um verdadeiro cenário de filme

Flavia Pires
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

 

Já havia visitado a Turquia duas outras vezes, mas a Capadócia acabou ficando para uma outra oportunidade. Como pude deixar tanto tempo passar e não ter te conhecido antes? É absolutamente fantástico e diferente de tudo que eu já vi mundo afora. Uma experiência que não poder deixar de ser vivida. Confesso que foi bem corrida a minha estadia por lá, passei apenas duas noites e o ideal na minha opinião são 3. Justamente para ter uma margem maior no passeio de balão, que por motivos meteorológicos, pode ser cancelado. Com mais tempo, você consegue uma margem mais segura. Agende com pelo menos três meses de antecedência o passeio de balão, é sempre muito concorrido. Eu decidi esta viagem bem em cima da hora e fui pra lá sem nada agendado e passei um sufoco danado. São muitos voos pra Capadócia diariamente desde Istambul e bem rapidinho, duram, cerca de 1 hora e meia. Eu cheguei na Capadócia já tarde da noite. Sem reserva para voar, me restou pegar um táxi às 4:30 da manhã e fui de empresa em empresa perguntado se tinha alguma desistência e ver se conseguiam me encaixar. Finalmente consegui com overprice, mas estava valendo, afinal, era pegar ou largar. A empresa foi a KAPADOKYA e foram excelentes. Tem também a BUTTERFLY, bem famosa por lá. O passeio dura em torno de 3/4 horas, levando em conta o tempo que te buscam no hotel e te levam no término do passeio.

 

O visual é literalmente de outro planeta. A sensação é indescritível e não dá medo algum ( já tinha voado antes, não era minha primeira vez). O balão sobe muito lentamente e é muito estável. Ver o sol nascendo e mudando de cores é sensacional.

As formações rochosas são muito diferentes do que somos acostumados, resultado de lavas vulcânicas, na verdade, cinzas petrificadas,  de cerca de 30 milhões de anos em extintos vulcões da região.

No final do passeio, eles oferecem um pequeno café da manhã, o balão é desinflado eles te deixam no hotel, tudo muito organizado.

O restante do dia aproveitei para conhecer os principais pontos da Capadócia junto a um guia local, carro e motorista, que achei fundamental para agilizar tudo, já que tinha pouco tempo.

OPEN AIR MUSEUM Um museu a céu aberto, uma mini-cidade, feita de grutas, onde ali funcionava restaurantes, residências, capelas, enfim… uma vida de uma comunidade que viveu por ali a partir do século 9.

São Jorge da Capadócia

LOVE VALLEY O lindo Vale do Amor é parada obrigatória para fotos!

VALE DOS MONGES Uma paisagem surreal de linda, eu me senti pisando na lua!

OZKOMAK UNDERGROUND CITY Uma das cidades subterrâneas onde foram construídas no período neolítico, sendo aperfeiçoadas no Império Bizantino. São cerca de 36 cidades como esta.

COMPRAS NA CAPADÓCIA:

Dois lugares que eu recomendo e adorei:

AVANOS HALI Uma empresa familiar de tapetes, com anos de tradição em fabricar tapetes de altíssima qualidade que são exportados para todo o mundo. Ali você pode conhecer todo o processo de fabricação, desde o casulo da seda, até a tecelagem. Um verdadeiro aprendizado desta arte milenar que atravessa anos de tradição. Eles enviam para o Brasil e chega em torno de 2, 3 meses, pode confiar, eles são seríssimos.

CHEZ GALIP POTTERY Uma fábrica com as cerâmicas mais lindas e ali também, você pode acompanhar todo o processo de produção! Dá vontade de comprar tudo!

ONDE SE HOSPEDAR

Como decidi a viagem de última hora, acabei ficando em um hotel ok, um 4 estrelas até bem conceituado, o GAMIRASU. A localização dele é bem afastada do centro. Mas gostei de ter ficado em uma caverna, nunca tive esta experiência, então, valeu.

O hotel mais legal de lá para se hospedar é o MUSEUM, o único 5 estrelas da Capadócia.

Fotos Flavia Pires, todos os direitos reservados.

 

Explore também:

Traduza