Menu

Aspen

Flavia Pires
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Depois daquele super post completíssimo aqui no site de Saint Tropez ( foi o mais lido por 25 dias consecutivos), minha amiga querida e já colaboradora do site, Regina Bariani, TOP que sabe absolutamente TUDO de Aspen topou fazer mais um post contando tudo de melhor da estação de ski mais amada pelos brasileiros. Regina vai todos os anos com sua família com direito à longas temporadas na estação e suas dicas sempre são disputadíssimas! Te passo a bola, Rê!!!!

Aspen é a sensacional estação de ski no coração do Colorado, com toda estrutura, tecnologia e organização americana, mas que tem o charme e glamour europeu.Vamos, minha família e eu, há vários invernos seguidos e a cada ano gostamos mais. A pequena cidade recebe milhares de pessoas todos os invernos, e com uma infra-estrutura incrível, dá conta do movimento perfeitamente.Existem inúmeras opções de hospedagem, alimentação, esportes, diversão, compras, arte e cultura. Para todas as idades, nacionalidades, gêneros, preferências e bolsos. Com um “raffinement” que atrai desde celebridades e milionários americanos, até muitos russos “nouveaux riches”, australianos radicais, e lógico, um monte de brasileiros que há vários anos lotam a cidade!!!! A neve de lá é considerada super leve, e seus flocos são tão finos que as pistas de ski se tornam verdadeiros tapetes macios de neve “powder”. O sonho de consumo dos esquiadores é acordar depois de uma noite de muita neve, para descer as pistas com a “powder” fresquinha.

Chegar em Aspen é demorado e precisa de uma certa logística, a não ser para os muitos que chegam com seus jatos particulares, que podemos ver cobertos de neve estacionados no pequeno aeroporto da cidade. De Denver para Aspen são apenas 40 minutos de vôo, mas é preciso contar com a sorte para tempo bom e o avião não estar com muito peso, o que frequentemente acontece, principalmente nos vôos que trazem brasileiros e suas malas. Aí as mesmas ficam para trás em Denver, e chegam de ônibus mais tarde, uma chateação…

É sempre bom reforçar que o aeroporto de Aspen fecha muito. É pequeno, entre 2 montanhas, o que significa que mesmo sem estar nevando, os ventos que se formam fazem o local fechar frequentemente. E aí você acaba indo para algum outro aeroporto perto: Vail/Eagle ou Grand Junction (aprox.2hs de carro) ou até Denver (aprox.4hs de carro). Mas é sempre bom ter mais uma opção de acesso.

De Denver para Aspen de carro, leva-se por volta de 4h, numa estrada super bonita, principalmente para nós brasileiros que não estamos acostumados com paisagens de pinheiros nevados, às margens do Colorado River, limpíssimo e com patos selvagens nadando em suas águas geladas. Portanto alugar um carro em Denver é uma opção, já que em Aspen é legal ficar de carro. Mas se estiver nevando muito, esta viagem fica mais perigosa e demorada. Lembrando que não há vôo direto do Brasil para Denver, será sempre preciso fazer uma conexão em alguma grande cidade dos EUA.

A alternativa que eu gosto mais, após tentar todas acima e passar por várias mudanças de planos, imprevisíveis devido às condições metereológicas, é chegar em Vail/Eagle, aeroporto bem maior e melhor equipado que o de Aspen, e a 1h30 de estrada até lá. Para quem não quiser ir dirigindo na neve, e sim apreciando a vista, alugue uma van com motorista e deixe para pegar seu carro quando chegar em Aspen.

Indico:

Smiddy’s Aspen Limohttp://www.smiddylimoaspen.com/ mais sofisticada ouCME Colorado Mountain Express http://www.coloradomountainexpress.com

A cidade é um dos maiores resorts de esqui dos EUA, e é composta por 4 montanhas encravadas nas Rocky Mountains: Aspen Mountain, Aspen Highlands, Buttermilk e Snowmass. Entre as quatros montanhas, há mais de 300 pistas, para esquiadores de todos os níveis. As quatro montanhas não são interligadas, mas basta um único “ski lift ticket”para todas elas. Cada uma tem personalidade própria:

Aspen Mountain (8 lifts) é dentro da cidade e foi um dos primeiros centros de esqui para experts nos EUA. A montanha tem um apelido, “Ajax”, e suas pistas são super íngremes, quase se debruçando na cidade lá embaixo. Sobe-se numa gôndola aconchegante, permitindo que se observe a linda paisagem. A pista final, que chega na base, é mais estreita e vai afunilando, exigindo atenção dos esquiadores ao realizar manobras perfeitas, para o deleite da galera que fica nas mesas ao ar livre da Ajax Tavern, observando o show particular de cada um.

Aspen Highlands (5 lifts) é muito bacana, a preferida dos esquiadores locais. Abriga o restaurante mais cool de todas as montanhas, Cloud 9. É aqui que fica o famoso Highland Bowl, aonde só se chega após 20min de caminhada e se encontram pistas radicais, double black Diamond, para os experts desfrutarem um intense skiing. Mas há também pistas fáceis e largas, no meio de pinheiros lindos.Os esquiadores iniciantes começam em Buttermilk (8 lifts), considerada a menos radical, com pistas bastante tranquilas e mais vazias, ótimas para aprender. É também palco do Winter X Games, jogos promovidos pelo canal ESPN. Ali está um dos mais completos snowparks americanos, com obstáculos que atraem muitos snowboarders. Há apenas 15 min de carro de Aspen fica Snowmass (21 lifts), que parece um resort familiar e conta com o segundo maior terreno esquiável do país. Seu maior trunfo são as longas pistas, largas o suficiente para deslizar com velocidade e segurança. Em Snowmass há diversão para todos: crianças, adultos, seniors, iniciantes, intermediários, avançados, experts. É uma ótima opção para grupos com esportistas de diferentes níveis, já que cada qual pode escolher suas pistas para se divertir, e depois se encontrar para um animado almoço juntos.Tanto em Aspen como em Snowmass, existem várias lojas para aluguel de equipamento e venda de roupas e acessórios. Encontra-se o que há de mais moderno e as últimas novidades para esquiadores e boarders. A tecnologia das roupas próprias para esportes de inverno melhora a cada ano, e tudo de mais bacana, dos EUA ou da Europa (as suíças e sofisticadas Moncler e Jet Set têm lojas próprias na cidade), é vendido lá. E o melhor: com o mesmo preço de NY ou Miami, portanto, não perca tempo nas cidades grandes atrás de equipamento de ski. Certifique-se que a loja aonde for alugar seu material possua uma filial nas 4 montanhas, assim se houver qualquer problema durante o dia, pode-se trocar o que for preciso. A Four Mountain Sports é a única a oferecer o serviço de transfer gratuito, ou seja, você pode deixar seu equipamento ao final do dia numa montanha, pegar um ticket e indicar aonde gostaria de retirá-lo no dia seguinte, sem precisar ficar carregando… As lojas deles são super bem localizadas, sempre na base da montanha em frente a pista , muito fácil de chegar e sair. Recomendo.

DICA TOP: E finalmente, se você é daqueles que adora a sensação de ser o primeiro a descer uma pista, mas não consegue cair da cama cedo para abri-las, Snowmass reserva surpresas com o noon grooming. Ou seja, deixa algumas pistas fechadas com uma fita, que são liberadas ao meio dia e aí, é puro prazer. Confira no mapa da montanha, no Mall de Snowmass ou nos pavilhões de tickets, quais as pistas q estarão nesta condição e programe-se para chegar nelas no horário.

Uma vez nas montanhas, programe com sua turma um horário e escolha um dos vários “on-mountain restaurants”. Maravilhosos!!! Aqui vão os melhores:

@ ASPEN MOUNTAIN

Ajax Tavern 675 E. Durant Ave.Base of Gondola  (970) 920-6334 .Localizado na base de Aspen Mountain, ao lado da Silver Queen Gondola, é aonde o buxixo acontece. Todo mundo que quer “ver e ser visto” vai lá, tanto no aconchegante interior do restô, quanto no pátio ao ar livre. O ambiente é transado e a comida e bebida deliciosas. Não deixe de provar as batatas fritas trufadas, Truffle Fries, sensacionais!!! O après-ski é muito animado e badalado. Ferveção!

Sundeck Top of Aspen Mountain (970) 429-6971.  Restaurante no topo da gondola de Ajax, com 360° de vista inacreditável dos picos e vales ao redor. A comida é simpática, com pizzas, sopas, saladas e sanduíches. Mas quando se está no alto de Aspen Mountain num dia de tempo bom, a vista é de tirar o fôlego e a comida é o que menos importa. Para aqueles que não se atrevem a descer Ajax esquiando, podem fazê-lo pela gôndola, lembrando que a última sai as 4:30 p.m.

@ ASPEN HIGHLANDS  

Cloud Nine below the Top of the Cloud 9 lift  (970) 544-3063.  Restaurante de montanha mais cool e charmoso em Aspen. É um chalé tipicamente europeu, no meio de Highlands, com vista espetacular para os Maroon Bells, os dois picos mais fotografados do Colorado. A experiência é única e os esquiadores vão sem pressa, após uma manhã exaustiva descendo as pistas de lá. De preferência um late lunch, para curtir as raclettes e fondues ao estilo suíço, tomar um drink e terminar dançando em cima das cadeiras. Isto mesmo, de bota de ski e tudo! Eles escolhem um IPod bacana de algum cliente e botam pra quebrar. Realmente é uma festa no meio da montanha. Como na alta altitude o álcool sobe mais, cuidado para não exagerar nos drinks e acabar descendo com a ski-patrol.O menu oferece outros pratos deliciosos, muito bem preparados pelo chef Andreas Fischbacher  e seu atencioso staff. Reservas são obrigatórias, com certa antecedência já que é mega disputado.

Há também a possibilidade de jantar lá: programa sensacional! Para um grupo mínimo de 18 pessoas, chega-se até o resto num snow cat, aquele trator que faz o grooming nas pistas. O encontro é na base de Highlands, por volta das 18hs, e com cobertores fornecidos pelo motorista, todos acomodam-se ao ar livre, na parte traseira do veiculo, que vai subindo a montanha pelas pistas, lindas e  silenciosas à noite. Tivemos a sorte de pegar uma noite de lua cheia e tempo aberto, que visual! O snow cat chega a ficar quase na vertical, quando encara as pistas pretas. É divertidíssimo! Depois de aproximadamente 30min nesta fria aventura (é imprescindível ir bem agasalhado, com todo tipo de proteção, luva, gorro, underwear, bota…) chegar ao restaurante quentinho, lindo e iluminado à luz de velas é o paraíso! E daí pode-se comer e beber à vontade, sem preocupações com a descida. Quem foi não esquece!

@ BUTTERMILK

CliffHouse  Top of Summit Express lift  (970) 920-0933. No simpático chalé de madeira no alto de Buttermilk, o famoso “make your own” Mongolian Grill, serve uma boa variedade de vegetais, carnes, frango, porco, camarões, tofu, tudo com molhos deliciosos. Quem preferir pode optar pelos ótimos burguers, sopas e chillis.

@ SNOWMASS

Por ser muito grande e com inúmeras pistas, lados e lifts, há uma extensa variedade e oferta de restaurantes em Snowmass. Aqui vão meus preferidos:

 Gwyn’s High Alpine Top of Alpine Springs lift   (970) 923-5188. Situado no topo do lift Alpine Springs, cercado de pistas azuis maravilhosas neste lado da montanha, oferece restaurante com serviço à la carte de um lado, e uma grande cafeteria do outro. A cafeteria é bastante honesta, com boas opções de saladas, massas, sanduíches e sobremesas. E o restô à la carte é muito bom, oferecendo deliciosas entradas, peixes, carnes, pastas e sanduíches. Carta de vinhos ótima. Deve-se reservar.

Sam’s Smokehouse Top of Village Express and Sam’s Knob Lifts  (970) 923-8725.No alto do lift Village Express, este restaurante tem enormes janelas envidraçadas, com deslumbrante vista para as montanhas. Serve carnes ao estilo “barbecue”, saladas excelentes (e grandes), burguers deliciosos. Meus filhos adolescentes adoram este lugar! Provem os chips de batatas doce fritos, imperdíveis.

Snowmass Kitchen ( antigo Brother’s Grille ) 100 Fall Lane ,5th floor of the SilverTree Hotel (970) 923-8285. Está localizado dentro do Silvertree Hotel, ski-in/ ski-out, quase no final da pista Fanny Hill, sendo caminho de todos que descem o lado direito da montanha, desde os iniciantes até os experts. É possível a chegada de quem não está esquiando, por dentro do hotel, de quem está começando numa pista verde, ou daqueles que arrasam nas pretas. Portanto é ótimo ponto de encontro das famílias, principalmente brasileiras, só se ouve português. O antigo Brother’s Grille fechou, pois o hotel aonde ele estava foi comprado pela rede Westin e virou Snowmass Kitchen. Nao fomos, não conheço, mas certamente não tem o carisma do antigo Brother’s, que era simples mas charmoso. O Snowmass Kitchen é mais sofisticado, o que para o almoço rápido no meio de um dia se ski, muitas vezes não é a pedida.

Em 2012, após um investimento de U$ 13 milhoes, foi inaugurado o ELK CAMP, no topo da gondola de Snowmass. Até quem não esquia consegue chegar lá pela gôndola e encontrar a turma para o almoço. Decoração simpática, moderna e toda sustentável, virou point desde sua abertura. Funciona no sistema self service, e tem estações mais saudáveis, como um bar de saladas, onde cada um monta a sua como preferir, assados, pizzas, paninis, sopas, e até bons vinhos. O dificil é conseguir uma mesa!!!Elk Camp

Em 2013 o SNEAKY’S TAVERN fechou as portas, deixando o Base Camp Bar & Grill como a melhor, e muito boa, pedida para o almoço na base da montanha.

Up 4 Pizza Top of Big Burn  (970) 925-1220. Parada obrigatória no topo do Big Burn para comer o melhor cookie do mundo!!! Tipicamente americano, quentinho, huummm!!!

Aguardem a continuação deste post, com programas après-ski, compras e restaurantes para jantar em Aspen. Bye bye!

Fotos: Regina Bariani, todos os direitos reservados.

 

 

Explore também:

Traduza