Três dias intensos em Cape Town

Por: Flávia Pires 28 abril, 2018

 

 

 

Tá aí um lugar que merecia muito mais dias! Me arrependi em não ter ficado no mínimo, 5 dias em Cape Town! Que cidade encantadora! Que povo gentil! Que praias lindas! Quantos bons restaurantes pra conhecer! Três dias intensos em Cape Town que mereciam mais! Um bom motivo pra voltar, não é mesmo? Afinal, ela é considerada uma das cidades mais bonitas da África do Sul e do mundo, muito parecida geograficamente com o Rio de Janeiro! Preparem-se para uma enxurrada de fotos lindas, já que pegamos belíssimos dias de sol e céu turquesa em maio! As estações do ano são as mesmas nossas, afinal, estamos no mesmo hemisfério.

De qualquer forma, compartilho com vocês tudo o que eu fiz nestes dias lindos na cidade!

Optamos por não alugar carro, já que eram poucos dias e na África do Sul, a mão é inglesa, sempre mais chatinho pra dirigir. Táxi e Uber funcionam SUPER bem na cidade. E o nosso hotel era muito bem localizado no Waterfront, perto de tudo.

DIA 1 Acordamos cedo e ficamos monitorando a famosa Table Mountain da janela do nosso quarto no Victoria & Albert Hotel, no pico do Waterfront. A montanha que tem a forma de uma mesa, um imenso platô no topo, com 1085 metros acima do nível do mar e que normalmente fica coberta por camadas de nuvens apelidadas carinhosamente pelos locais de “toalha de mesa”, é possível subir e descer através de trilha ou teleférico. A dica é, se você optar por subir de bondinho, não compre o ingresso pela internet, corre fortemente o risco dela amanhecer fechada e você perder seu ticket.

Fomos até o início da trilha de táxi do nosso hotel.  Eu optei opor subir à pé, por isso recomendo que o façam logo no primeiro dia em Cape Town, assim você fica com margem caso ela esteja encoberta por nuvens e você perca a vista mais sensacional da cidade! São muitas trilhas diferentes para subir e no hotel eles me indicaram subir a Platteklip Gorge.

A subida é íngreme, relevo acidentado com pedras e precisa ter preparo físico e as trilhas são muito bem sinalizadas, não tem como se perder e nem precisa de guia especializado. Leve água, chapéu e protetor, e claro, roupa apropriada. Lá em cima faz muito frio e venta bastante, mesmo no verão, me contaram. Eu levei gorro, luva, aliás, já saí do hotel assim, estava bem frio pela manhã. Fomos muito bem na subida, fizemos em 1:40min, o que é considerado muito bom, em um ritmo puxado, mas ainda parando para tirar fotos durante todo o trajeto.

As vistas são de matar de lindas. São vários mirantes praticamente 360 graus, então dá pra se fartar em tirar fotos de todos os ângulos. Vale ficar por ali cerca de 1 hora curtindo o visual. Optamos por descer de bondinho para não perdermos tanto tempo.

Voltamos para o hotel para tomar banho e nos prepararmos para os passeios da tarde. O almoço foi ali pelo Waterfront que oferece uma infinidade de bons restaurantes, cafés, sorveterias, lojas, e um Food Market delicioso, comi umas ostras divinas por lá.

O complexo também abriga um shopping enorme, enfim, um programa que agrada todas as idades! A loja African Trading Port fica no Waterfront e você pode encontrar bons artesanatos bem típicos do país.

Saímos caminhando até o aluguel de helicóptero ali pertinho, queríamos fazer um voo no por do sol, o qual eu recomendo MUITO! Eu nunca perco a chance de subir em um helicóptero. Ver esta cidade linda de cima é sensacional!!!!! Alugamos AQUI.

Fala sério se não lembra o Rio de Janeiro?! Um Rio que deu certo….

Olha o Waterfront visto de cima!

DIA 2 Pegamos um motorista recomendado pelo nosso hotel por 6 horas para nos levar para os pontos mais distantes da cidade. Começamos o dia em Boulders Beach para ver os 3.000 pinguins que ali vivem. É possível vê-los nesta praia o ano inteiro. Eu nunca tinha visto pinguins em habitat natural, tão de pertinho, somente na Disney e fiquei apaixonada!!!! Eles são MUITO fofos!

Dali seguimos até o Cabo da Boa Esperança, é o famoso ponto onde os oceanos Índico e Atlântico se encontram. Era o ponto estratégico das rotas comerciais europeias para o Oriente. O navegador português Bartolomeu Dias foi o primeiro europeu a contorná-lo, em 1488, demonstrando que era possível se chegar ao Oriente por mar. Batizou o local de Cabo das Tormentas porque o mar ali é muito agitado e difícil. Posteriormente, o rei D. João II chamou-o de Cabo da Boa Esperança, pois finalmente, o caminho para as Índias pelos oceanos havia sido encontrado!

Parada para muitas fotos neste lugar histórico! Como eu queria conhecer!!! Sonho realizado!

Terceira parada do dia foi em Cape Point, o ponto mais ao sul da África! Vale muito conhecer, na minha opinião, divide o protagonismo com o Cabo da Boa Esperança em termos de beleza, não estamos falando de histórico. Dá pra subir a pé caminhando por uma trilha, ou subir de bondinho. A vista é deslumbrante!

Quarta e última parada foi na praia famosa de Camps Bay, onde se tem uma vista linda da formação rochosa que pertence à Table Mountain que sugere os rostos dos 12 Apóstolos na rocha, e realmente parece mesmo! Como era começo do inverno, a praia estava bem fresquinha, era fim de maio. Mas se vier no verão vale pegar um dia de praia ali e curtir o por do sol em um dos muitos bares animados da orla. Por isso recomendo se vier no verão, passar no mínimo 5 dias na cidade e curtir as praias. Só não vale entrar na água que é congelada e famosa por ter tubarões brancos…eu não me arriscaria a não ser por um breve mergulho na beirinha….

DIA 3 Um passeio pelo Old Biscuit Mill, antiga área da cidade, que abriga um amplo espaço de lojas com coleções de arte, artesanato, lojas de moda e design, além de ótimos restaurantes e feiras gastronômicas bem típicas. Aproveitamos para almoçar por ali em muitas opções de restaurantes e mercadinhos locais.

Final de tarde na Lion’s Head, que como o próprio nome sugere, tem a forma de uma cabeça de leão e você pode apreciar uma das mais belas vistas da cidade! Você pode aproveitar e comprar um belo vinho sul africano e curtir o fim de tarde e fazer um picnic no alto da montanha, ali você consegue subir de carro, bem tranquilo.

Você pode gostar também:

Onde se hospedar em Cape Town na África do Sul

A excelente gastronomia em Cape Town

Nós fizemos uma viagem linda nas Ilhas Mauritius antes de desembarcarmos em Cape Town. Veja aqui duas matérias do destino:

Kite Surf em Mauritius

Shanti Maurice

 

Fotos Flavia Pires, todos os direitos reservados.