Menu

Tashkent

Flavia Pires
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

É a maior cidade da Ásia Central moderna, capital do Uzbequistão e tem cerca de 2.200 anos. Na Idade Média Tashkent foi um dos mais importantes centos de cultura muçulmana e importante centro comercial. Em 1220 a cidade tornou-se parte do gigantesco império de Gengis Khan. Desde o século XVIII Tashkent foi o centro básico do comércio internacional, o que determinou o seu crescimento econômico e político. No princípio do século XIX depois de intensas operações militares, Tashkent começou a fazer parte do Canato Kokand. Após a conquista russa em 1865, Tashkent recebeu o status de Centro Administrativo do Turquistão, em 1918 foi nomeada Capital do Turquistão e em 1930 passou a ser Repúbica da URSS. Desde 1991 Tashkent tem sido a Capital da independente República Uzbequistã.Tashkent

A cidade é bem moderna, com novíssimas construções, limpa e bem organizada. Resta pouco da cidade antiga por conta das reconstruções soviéticas e muitos terremotos.

O QUE VER NA CAPITAL TASHKENT:

INDEPENDENCE SQUARE, a praça principal da cidade, super arborizada, com lindos jardins que merece um passeio por lá.Tashkent Tashkent Tashkent Um lindo memorial em homenagem aos soldados mortos na Segunda Guerra.TashkentTashkent Tashkent

APPLIED ARTS MUSEUM: Conta um pouco da história e artesanato do país desde 1927 e tem um café bem agradável no pátio central do museu.Tashkent Tashkent Tashkent tashkent Tashkent

MADRASSA BARAK-KAN: A mais importante da cidade, foi um antigo seminário Islâmico do século XVI e abriga o Sunni Mufti da Ásia Central. O Corão do século VII é um dos mais antigos do mundo e está ali exposto.Tashkent Tashkent Tashkent Tashkent

CHORSU BAZAAR: O maior e mais famoso mercado da cidade merece uma visita, eu adoro sentir os aromas e ver um pouco da cultura gastronômica local, além de fotografar absolutamente cada detalhe…Tashkent Tashkent Tashkent Tashkent Tashkent Tashkent Tashkent Tashkent Tashkent Tashkent Tashkent

AMIR TIMUR MUSEUM Um museu novo, em comemoração aos 600 anos de aniversário de Amir Timur, o último dos grandes conquistadores nômades da Ásia Central, de origem turco-mongol e grande entusiasta da religião e das artes. Timur significa “coxo”, já que ainda na juventude, sofrera um acidente à cavalo que o deixara manco. Sua família havia se agregado ao recém formado Canato Chagatai, um dos quatro reinos mongóis originários da fragmentação do grande império de Genghis Khan. A unidade política deste reino era praticamente inexistente, e os clãs viviam de maneira quase independente, como pastores nômades e semi-nômades.Timur nasceu e cresceu neste contexto, onde a liderança não era herdada, mas conquistada e mantida pela força e pela coragem. É possível que o respeito que conquistou esteja ligado à sua personalidade carismática e aos seu gênio militar. Cada relato descrito por diversos cronistas no século XIV, apresentava o imperador sob um enfoque diferente: ora nobre e educado, ora violento e explosivo, ora um bárbaro alucinado, ora um amante das artes. Mas todos os relatos concordam que Timur possuía uma personalidade complexa que fascinava e tornava perplexos mesmo os seus desafetos. Tomou para si a missão de expandir e fortalecer a fé islâmica no mundo, assumindo também um papel de líder religioso para seu povo. Você irá ouvir falar dele o tempo inteiro durante sua estada no país. Tashkent Tashkent Tashkent Tashkent

A hospedagem foi no City Palace Hotel, um 4 estrelas razoável. Vi que estavam construindo um Hyatt na capital.Tashkent

Fotos Flavia Pires, todos os direitos reservados.

Bibliografia: Wikipedia.

 

Explore também:

Traduza